Por que a atual crise mundial alimenta as tendências de virtualização de Desktop?

A virtualização de Desktop existe há algumas décadas. No entanto, a pandemia da covid-19 colocou um grande holofote nessa tecnologia, que, agora, representa uma forte tendência no mercado de TI.

Segundo projeções do Research and Markets, uma das principais fontes mundiais de pesquisa de mercado internacional, o segmento de infraestrutura de desktops virtuais deve chegar a US$ 12.971,3 milhões até 2027. Isso representa uma taxa de crescimento anual composta de 14,4%, a partir de 2019.

Sem dúvidas, esse crescimento está diretamente relacionado à ascensão do trabalho remoto que, por sua vez, foi impulsionado pela pandemia.

Continue a leitura para saber mais sobre a virtualização de desktop e por que você precisa ficar de olho nessa tendência!

A ascensão dos regimes de trabalho flexíveis

Após as paralisações em todo o mundo para conter a propagação do coronavírus, as empresas tiveram que se adaptar e aderir ao trabalho remoto.

Segundo pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Administração (FIA), essa estratégia foi adotada por 46% das empresas brasileiras nos primeiros meses da pandemia.

No entanto, o que era uma medida emergencial acabou sendo incorporado com estratégia permanente em muitas organizações.

Outra pesquisa realizada pelo IDC a pedido do Google Cloud mostra que 43% das empresas definiram o trabalho híbrido como padrão após a pandemia, enquanto 9% deve adotar um modelo totalmente remoto.

De fato, as empresas que não oferecerem opções de trabalho flexíveis, aos poucos, devem perder a preferência dos trabalhadores, como demonstra um estudo da consultoria Robert Half. Segundo o levantamento, 44,1% das mulheres entrevistadas e 31,4% dos homens consideram mudar de emprego, caso não sejam oferecidas opções de home office.

Nesse cenário, as empresas precisam incorporar soluções tecnológicas seguras, escalonáveis e econômicas para suportar esses novos modelos de trabalho. A virtualização de desktop cumpre exatamente esse papel, como você pode conferir a seguir!

Entendendo a virtualização de desktop

A virtualização de desktop é uma tecnologia baseada em software que permite a criação de um ambiente de desktop virtualizado em servidores locais ou remotos.

Embora seja quase sempre tratada no singular, é importante ter em mente que existem diferentes tipos de virtualização de desktop, a saber:

Infraestrutura de desktop virtual (VDI)

VDI é uma tecnologia que cria um ambiente virtualizado, segmentando os servidores em diferentes máquinas virtuais (VMs). Essas VMs atuam como instâncias de desktop virtual com um conjunto dedicado de aplicativos e um sistema operacional cliente.

Os usuários podem acessar esses desktops em seus dispositivos pessoais de forma segura, a partir de qualquer lugar com acesso à internet.

A VDI oferece à equipe de TI um portal de gerenciamento para provisionar, configurar e gerenciar facilmente os desktops.

Desktop como serviço (DaaS)

DaaS é uma oferta de VDI oferecida por provedores terceirizados, em que os desktops virtuais são criados nos servidores em nuvem.

Ao contrário do VDI on-premise, quando a equipe de TI local cuida de toda a infraestrutura e manutenção do servidor, no DaaS, os desktops e aplicativos virtuais são totalmente gerenciados por um provedor de hospedagem em nuvem terceirizado.

O DaaS oferece escalabilidade sob demanda a um custo nominal e ajuda a reduzir sua infraestrutura local.

Serviço de área de trabalho remota (RDS)

O RDS é ligeiramente diferente do VDI, visto que, nessa abordagem, os usuários trabalham em sessões de desktop em uma máquina virtual compartilhada.

Isso significa que, no RDS, os usuários não estão isolados. Ou seja, existe a possibilidade de ter várias pessoas trabalhando em uma VM compartilhada, diminuindo a utilização de hardware ou infraestrutura.

Semelhante ao VDI, o RDS também ajuda no trabalho remoto sem complicações.

No entanto, apesar de ser mais simples e menos caro do que VDI ou DaaS, esse tipo de virtualização de desktop não é tão escalonável, e também não é a melhor opção para operações de aplicativos de alto desempenho.

Caso sua empresa decida implementar RDS, é recomendável optar por um serviço gerenciado de um provedor que possa fornecer consultoria adequada para as soluções, de acordo com as necessidades do seu negócio.

Benefícios da virtualização de desktop

Embora os benefícios variem de acordo com o método de virtualização de desktop escolhido, é possível destacar algumas vantagens da utilização dessa tecnologia, tais como:

Maior flexibilidade

Com a virtualização, os funcionários obtêm maior flexibilidade em termos de localização e horário.

Com base nessa tecnologia, as organizações podem disponibilizar todas as aplicações empresariais em uma infraestrutura segura.

Os funcionários podem ter portabilidade e mobilidade, ou seja, acessar seus arquivos, pastas e aplicações a partir de qualquer lugar com acesso à internet, por meio de diferentes dispositivos.

Além do trabalho remoto, a virtualização de desktop favorece a implementação de estratégias de BYOD (traga seu próprio dispositivo), as quais permitem que os colaboradores utilizem seus equipamentos pessoais, mesmo quando estiverem trabalhando no escritório.

Gerenciamento centralizado

Com os colaboradores desempenhando suas funções remotamente ou em regimes híbridos, pode ser um desafio gerenciar sua infraestrutura de TI.

Nesse sentido, os modelos de virtualização de desktop ajudam as empresas a gerenciar e controlar uma vasta força de trabalho a partir de uma infraestrutura de TI central. Por exemplo, todas as atualizações podem ser feitas nos servidores centrais sem prejudicar o acesso do usuário final.

Alta segurança

O aspecto mais crítico para qualquer empresa, na atualidade, é a segurança dos dados – e as rotinas de trabalho remoto incorporam obstáculos ainda maiores.

As organizações que permitem que os colaboradores armazenem dados empresariais em desktops pessoais, por exemplo, podem sofrer com problemas, como negligência do usuário, o que pode levar à perda de informações valiosas.

Por outro lado, se você optar por modelos de virtualização de desktop locais, seja VDI ou RDS, obtém um espaço de armazenamento centralizado para seus dados.

LEIA TAMBÉM | Dell EMC PowerFlex: Armazenamento definido por software para data centers modernos

Além disso, sua equipe de TI pode controlar os desktops de um servidor central e definir senhas para proteger os arquivos.

Se você optar por soluções DaaS, seus dados serão armazenados em data centers de alta segurança sob vigilância 24 horas por dia, 7 dias por semana e redundância de infraestrutura.

LEIA TAMBÉM | 7 Considerações fundamentais para o desempenho do Firewall na era do trabalho remoto seguro

 

Infraestrutura e custos reduzidos

A virtualização ajuda a reduzir seus servidores e hardware locais. No entanto, depende do modelo que você escolher. Por exemplo, se você estiver selecionando modelos locais, pode não ser capaz de reduzir seus servidores, mas é possível reduzir seus desktops físicos e cabeamento também.

A virtualização de desktop também permite que você reduza os investimentos iniciais em desktops e os custos recorrentes.

Em todos os modelos de virtualização, menos dispositivos de hardware estão em execução nas instalações do seu escritório, ajudando a reduzir as despesas com energia elétrica.

Em VDI ou RDS, escalabilidade e otimização de desktop ajudam a eliminar custos de ociosidade e você ainda pode aumentar ou diminuir rapidamente sua configuração de desktop virtual, de acordo com a demanda.

Além disso, com o modelo DaaS, é possível minimizar as despesas de manutenção de infraestrutura e hardware enquanto os fornecedores fazem todo o trabalho.

Conclusão

A virtualização de desktop, atualmente, se tornou uma necessidade para as empresas, tendo registrado grande adesão desde o início da pandemia. De fato, ela é uma tecnologia acessível e, em certa medida, indispensável para aquelas que adotaram ou pretendem adotar regimes de trabalho flexíveis.

No entanto, a virtualização de desktop não é uma tecnologia que se adapta a todas as empresas da mesma maneira. É preciso empregar uma abordagem personalizada para atingir os objetivos, ou seja, escolher entre os diversos modelos de implantação disponíveis.

Para isso, a melhor estratégia é contar com consultoria de uma empresa especializada, que possa ajudar na escolha, configuração e implementação da virtualização de desktop que atenda às suas necessidades de negócio.

Se você deseja saber mais sobre o tema ou desenvolver uma estratégia de virtualização de desktop sob medida para a sua empresa, entre em contato com nossos especialistas! Até a próxima.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Precisa de Ajuda?